Lixo na praia: riscos, estatísticas e o que você pode fazer

Lixo na praia: riscos, estatísticas e o que você pode fazer

Os lixos estão tomando conta de mares e praias ao redor do mundo, sendo também um dos problemas ambientais mais desafiadores para conseguir soluções. Alguns hábitos podem ajudar nessa mudança e cenário, porém não é só de hábitos que acontecem as grandes mudanças.

Sabemos o quão bom é visitar e conhecer uma praia, aproveitar o dia com o pé na areia, a brisa da água salgada e principalmente sentir a energia do mar, mas todas essas boas sensações vêm se acabando com as ações humanas que atingem o oceano e todo o litoral. Afetando diretamente o mar, desencadeamos ruínas em outras partes do planeta, uma vez que não são só as águas que pagam esse preço.

Por isso, o papo de hoje aqui no blog da Blueman é muito sério: precisamos preservar e limpar nossas praias para que possamos desfrutar o melhor que elas têm a nos oferecer. Vem com a gente entender mais sobre essa pauta tão importante!

O que é lixo marinho e quais suas origens?

O lixo marinho é todo lixo sólido que é descartado no mar, a maior parte dele fica emersa sobre a água, trazendo muitos perigos para os animais, e boa parte também é levada até as orlas das praias. Já os materiais mais densos se concentram em sua grande parte no fundo do mar, o que acaba sendo ainda mais perigoso, pois é lá que a maioria dos seres marinhos vivem.

Segundo dados recolhidos pelo Ministério do Meio Ambiente, 80% do lixo do mar se deriva da origem terrestre, de indústrias, comércios, residências, hospitais, etc. Esses ambientes acabam descartando materiais como: plásticos, borrachas, metais, vidros, têxteis e papéis.

Todos esses resíduos sólidos são causadores de muitas devastações ambientais que consequentemente acabam gerando problemas sociais e econômicos. Em 20% dos casos, o lixo se desenvolve na marinha com pesca, embarcações, plataformas de extração de óleo e gás, entre outros.

O poder público e a fiscalização são responsáveis pelo destino que os resíduos terão, por isso é preciso de um investimento alto e adequado para a gestão de resíduos sólidos, que acaba influenciando também na infraestrutura urbana e no saneamento básico. Não só isso, mas também o investimento na educação é imprescindível para poder conscientizar as pessoas sobre os riscos que elas correm com a destinação inadequada do lixo.

Para termos uma noção maior do que é descartado em vão, saiba que em 2016 foram produzidas 480 bilhões de garrafas plásticas de água que não tiveram um destino correto, e apenas 7% delas foram recicladas, ou seja, o restante é lixo! Mesmo que o lixo seja descartado corretamente, uma parte dele é levada por ventos, correntes e os principais rios do mundo carregam cerca de 2 milhões de toneladas de lixo para o mar todos os anos.

Quais os riscos do lixo na praia?

Sabemos que a água não é o único, mas é um elemento fundamental para a vida na Terra, no mar e contribui diretamente com a preservação de todos os seres, por isso a importância da conscientização coletiva. Por mais que a revolução industrial tenha trazido benefícios para o desenvolvimento humano, ela também trouxe muitos impactos negativos ao meio ambiente. O lixo marinho começa atingindo diversas espécies de animais que vivem no mar e, desde o surgimento de grandes indústrias e as grandes máquinas, muito lixo começou a superlotar os espaços e começaram a eliminar resíduos no mar.

Tudo começa com a alteração do habitat natural de várias espécies, que precisam do mar e dos nutrientes encontrados lá para sobreviverem. Agora quando toneladas de lixo são descartadas no oceano, consequentemente elas vão atingir os seres e os espaços naturais deles, isso pode ser uma catástrofe, pois muitos recursos naturais que possuímos hoje se derivam do mar, inclusive o ar que respiramos.

O que você pode fazer?

Primeiro busque informação e procure saber o que está acontecendo no meio ambiente e no seu país, isso é fundamental para você saber o que e quem cobrar, também ter domínio sobre o assunto a fim de debater pautas necessárias para o bem coletivo. O estudo também permite com que saibamos questionar o poder público sobre os problemas ambientais.

Também vale a pena investir no consumo consciente por meio de produtos sustentáveis de maior durabilidade e ajudam em projetos de desenvolvimento ambiental. Quando você separa o lixo e organiza meios de reciclagem, você já está tendo um grande papel para essa mudança

Você sabia que o descarte inadequado de lixo é crime? Pois é, e se você presenciar isso, seja de alguém ou de uma empresa, faça uma denúncia entrando em contato com o órgão público ambiental de seu município.

Todas essas preocupações e ações ajudam a conseguir um destino melhor e mais adequado do lixo, uma vez que é com planejamento e a ajuda coletiva que as pessoas conseguem alcançar os grandes resultados.

Não podemos deixar que o mar se torne apenas uma lenda, ou algo inacessível pela quantidade de poluentes que estão sendo despejados lá por anos. Precisamos ser conscientes de que esse cenário pode melhorar, mas também fazer o possível para ajudar nesse processo.

Quanto mais nós prezamos pelo cuidado com o outro através de ações ambientais, mais nos ajudamos. Cada pequeno cuidado já é uma grande ação, começando por nós mesmos, conseguimos um mundo melhor. Então, já sabe: não jogue lixo na praia para aproveitarmos o melhores desse marzão que temos por todo o lado – nós já listamos as 18 praias mais bonitas do Rio, imagina quantas temos para conhecer só no nosso Brasil!

Como uma das maiores marcas de moda praia do Brasil, a Blueman entrega toda sua experiência e carisma carioca em conteúdos exclusivos sobre viagens, moda praia e lifestyle!

Facebook - Instagram - Twitter

Deixe um comentário